segunda-feira, 15 de outubro de 2012

Escola...

Eu penso.
A base pedagógica da escola deve promover a educação dentro da realidade assistida pela pela comunidade na qual está inserida, quando está se faz da compreensão daquilo que é vivenciado. Impor ao aluno uma realidade globalizada consiste em limitar a sua compreensão, portanto a escola deve estar inserida na realidade comunitária onde este atua, conhecendo e traduzindo as particularidades locais dentro do contexto curricular que as políticas públicas impõem.
Assim também, a hierarquia que compõem a estrutura educacional não deve ser limitadora das possibilidades, mas sim, compor um fator de inclusão e interação, onde em se tratando de educação, todas as limitações são problemas de todos, não há a responsabilidade individualizada por cargos ou bases disciplinares, se uma escola deseja promover a integração entre os alunos e famílias à quem assiste, ela tende à demonstrar essa integração dentro da funcionalidade do sistema.
Também há de compreender que a escola é uma realização conjunta, a comunidade ao entorno da escola reflete os resultados das ações que ela desempenha, assim coma a escola reflete o  desempenho da comunidade onde ela está inserida. Portanto, a escola tende a passar credibilidade e não só a funcionalidade quanto à receptividade, deixando de assimilar o imposto caráter de obrigatoriedade e exercendo a sua função de solidariedade e de desenvolvimento pessoal e intelectual.
A escola é a principal ferramenta de transformação da sociedade, se passiva, tende a se perder nos desmandos da inconsistência atual, se ativa, tende á modificar as estruturas sociais e até, governamentais, quando formadora de pensares atitudes positivas. Portanto, a capacidade de transformação da sociedade é limitada à capacidade de atuação da escola. Se a escola estiver comprometida com a sua função dentro da comunidade, as possibilidades resultantes deste comprometimento podem favorecer na mediação dos conflitos que afetam o próprio exercício da educação.






Algo que acredito que me foi dito e acredito muito- "As vitórias são consequências das batalhas que eu venço, já as derrotas, são resultados das batalhas que achei que estavam ganhas. Primeiro temos que vencer nossas batalhas, para depois cobrar os nossos méritos".- Papo de boteco.