segunda-feira, 8 de abril de 2013

Compostagem e horta- Educação...

8 De abril, é o dia mundial de combate ao câncer... Além de ser uma doença com forte influência genética e de outros fatores, o câncer está, também, relacionado à exposição do ser humano aos chamados agrotóxicos. Segundo especialistas, a extensiva utilização de defensivos químicos agrícolas vêm contribuindo para o aumento de casos da doença. Esses produtos são utilizados na produção de alimentos, na estocagem, na preparação das sementes, também no tratamento de madeiras na industria de transformação e até mesmo no combate de às "pragas" urbanas e no controle de vetores.
Grande parte desses problemas poderiam ser evitados através do compromisso de nossos governantes, permitindo o estudo e fortalecendo a busca por novos mecanismos de produção de alimentos e de controle de pragas.
Enquanto esperamos, nossas casas são recheadas, constantemente, com uma diversidade muito grande desses produtos... Somos reféns da industria química... será?
 A natureza produz o suficiente para alimentar os seres da Terra... Seus processos são engenhosos e prefeitos, calculados e controlados... Aprendemos a comodidade, a concordância e a negligência, e assim ensinamos nossos os filhos, na busca de uma tal de "Liberdade". Mas essa vem custando caro... Muitas vezes com, certo ardume...
A escola, como construtura de saber, pode auxiliar na mudança desses destemperes da "vida social". Através da Educação Ambiental, que no nosso caso se dá do processo de compostagem e da produção de adubo, conseguimos trabalhar esse tema- embora ainda de forma mínima, mas concreta- de forma prática... A produção do adubo orgânico produzido através da decomposição dos resíduos orgânicos gerados na cozinha é utilizada na própria escola, na produção de verduras que são utilizadas na merenda escolar.  

Nossa horta ainda é pequena, a produção ainda se inicia no ano corrente e, com certeza, não será suficiente para cobrir a demanda necessária... O produto principal dessa horta é a conscientização, a descoberta dos efeitos passivos de serem colhidos através da manutenção do equilíbrio ecológico. A ideia central é permitir que, o jovem e o adolescente possa compreender os males que causamos à nós, através da má utilização dos recursos naturais e da manipulação dos elementos da Terra de forma indiscriminada.
Se hoje é o dia mundial de prevenção ao Câncer, as nossas ações não podem estar focadas somente na simples divulgação de folhetos, mas na promoção de mecanismos que possibilitem a redução de agentes que contribuem com a elevação de seus casos. Nossa meta é, permitir que cada escola tenha acesso à essas informações e que, através do processo educativo, construa novas formas de contribuir para a mudança desse cenário. Não devemos esperar por nossos governantes, mas permitir que cada jovem e cada criança tenha condições de buscar alternativas, que cada jovem e cada criança tenha condições de guiar seus pais e vizinhos para essa nova forma de realização, que cada jovem e cada criança se torne um exemplo para nossos governantes, atuando de forma pacífica na mudança dessa realidade, para quem sabe, em futuro próximo, possamos dizer que o pior já passou...
Paz, luz e fé...