segunda-feira, 15 de abril de 2013

Dia da conservação de solo.

Uma coisa que aprendemos é que os solos das cidades são fundamentais para a fundação das construções. Aprendemos que, o "lixo" finalizado no solo some de nossas vidas, que através da tecnologia, conseguimos adubá-lo e produzir alimentos, às vezes, nem dele dependemos, a hidroponia é um exemplo disso. Nossa capacidade de aprender novas tecnologias nos permitiu a independência desse recurso não tão necessário...
Será? 

A importância dos solos para a nossa sociedade é tão valiosa quanto a dos demais recursos naturais. 
Toda a vida se transforma através da passagem dos elementos pelos solos, nos ciclos fundamentais para a construção da matéria orgânica. Tudo o que é retirado do solo tem seu retorno garantido no mesmo, porém diferente de nosso modo pensar, de forma distribuída e proporcional. Nossa forma de vida retira materiais de vários pontos do planeta, distribuindo entre as sociedades e finalizando-os de forma concentrada em lixões... Toda essa concentração acarreta em poluição pela grande quantidade, enquanto em seus locais de origens, escasseiam, causando mais degradação.
O solos são responsáveis pela filtragem e mineralização das águas. As reações físicas, químicas e intemperes fazem com que as rochas se decomponham, reações biológicas ocorrem, minerais, metais, gases, água e luz do sol... a vida surge. basicamente é isso... Os solo são responsáveis pelo surgimento e desenvolvimento da vida através da alimentação...
 Na nossa ânsia de "dominação" aprendemos aquilo que não condiz com a realidade de nossa existência, aprendemos a depredar a estrutura de criação da vida para satisfazer o nosso prazer. Através da nossa atitude de "superioridade" aceleramos o processo de filtragem das águas e diminuímos a sua eficiência através do empobrecimento dos nossos solos...
  As águas percorrem caminhos que lhes ferem, através da impermeabilização das ruas e calçamentos. Nosso "lixo", adicionado à matéria orgânica natural é carreada pela falta de caminhos que lhe permitam infiltrar nos solos e abastecer os lençóis subterrâneos... Junto com os minerais dissolvidos, transporta matéria orgânica, químicos sintéticos, e toda quantidade resíduos... Assoreia os cursos d'águas e causa eutrofização dos mesmos. O ciclo de regeneração da água se torna mais curto e mais complicado.
 Nas áreas onde não há a impermeabilização, os solos acabam por se transformar em depósitos "temporários" dos rejeitos de nossas atividades, muitas vezes, temporariamente definitivo. A vegetação e a matéria orgânica existente são consideradas sujeira, e quando possível, são arrancadas e destinadas aos aterros e áreas de finalização.
 Essa matéria orgânica morta, é responsável pela retenção de boa parte das águas de precipitação, A matéria seca também se decompõem, através de processos físicos, químicos e principalmente, biológicos. Essa matéria é alimento de outros seres que proporcionam o desmonte e disponibilização de nutrientes para novas plantas, produtoras de energia e base da cadeia alimentar... Os solos são vivos, considerando à quantidade de vidas que abriga.
É essa vida que nos sustenta, é essa vida que nos proporciona a existência na Terra, assim como as demais formas de vida... Tão importante quanto a água, os solos são responsáveis por ciclos importantes para a construção da vida... A Terra nos doa, de forma gratuita, todas as nossas "necessidades", mas nós aprendemos à dominá-la, na falsa impressão de que somos auto suficientes 
 No dia mundial de conservação do solo, pedimos aos nossos governantes, aos pais e aos professores que concedam o direito de nossas crianças aprenderem de forma correta. Que exista um real comprometimento com o processo educacional, com uma visão especial à Educação Ambiental. Que nossas crianças e jovens tenham a oportunidade de compreender a necessidade da preservação de "todos" os recursos naturais existentes, que tenham capacidade de reconstruir aquilo que a nossa ganância destruiu. Que sejam capazes de estabelecer a justiça, a equidade e igualdade de forma concreta, não como a que nós assistimos na atualidade, que possam desenvolver características de retidão e de inclusão.  
Também no dia do desarmamento infantil, que nossas crianças sejam capazes de se armar apenas da caridade, do amor ao próximo e ao meio. Que sejam capazes de compreender a sua relação com os demais  seres da Terra, com relação à necessidade de preservação dos recursos naturais. Que nossas crianças tenham "estrutura" compatível a sua capacidade de aprender, que não sejam sujeitos às ruas e tenham direito de educar seu filhos de forma digna, com consciência e sensatez...  
Já é hora de mudar... De buscar novos rumos e novas alternativas...
Quisera eu,  fosse um professor, mas a vida não quis assim...
Não aprendi à tempo a essência da vida, não aprendi à tempo a essência da Terra.
Mas, não me perco por isso, é tempo de aprender...
Luz e Paz à todos.

 Ops...
Parabéns, também à todos os desenhistas...