segunda-feira, 17 de setembro de 2012

Educação Ambiental e os jovens.

Se há uma possibilidade de revisão dos conceitos humanos, essa possibilidade se encontra na formação dos indivíduos do futuro. Tão necessária quanto a formação do jovem para o mercado de trabalho é sua capacitação para exercer a liderança, de forma crítica e construtiva, com plena consciência dos desafios que lhes serão impostos.
Nesse contexto, a Educação Ambiental é um instrumento que favorece a percepção do mecanismo de socialização através da quebra de dogmas da mercantilização em prol da liberdade de realização.
Somos uma sociedade pobre no que diz respeito à destinação de espaços para a ação dos jovens, quando limitamos a sua participação no contexto de cidadania. Com isso, desperdiçamos vitalidade, raciocínio, rebeldia e força... desperdiçamos alegria, inocência e criatividade, na porção humana evoluída, pronta para as assimilações ocorrentes em seu espaço temporal.
O Projeto Transforma a Terra não é uma ação de imposição de conceitos, é apenas fomentador de percepções passivas de transformar sujeitos, quando tem por objetivo, incentivar a prática do conhecimento  através da visualização, da interação, do questionamento, da inovação da renovação.
Se há uma possibilidade de renovação, essa possibilidade parte da Educação, da fomentação do saber, da promoção da liberdade de pensar, de perceber, de compreender. Fomos nós que criamos toda a filosofia da dominação e somos nós que podemos fomentar a libertação, quando somos responsáveis por preparar nossos filhos para a "vida". Que sejam preparados para uma vida de criação, sem a cobiça da dominação, lideres da reconstrução sócio-ambiental.
Créditos das Imagens- EE Profª Luíza Maria Bernardes Nory- Projeto Transforma a Terra.